0

Além de comida grátis, a Avianca agora tem internet a bordo

José Efromovich, presidente do conselho da Avianca: "trouxemos de volta as refeições e o entretenimento individual a bordo". Foto: Divulgação.

A Avianca Brasil, antiga OceanAir, começou a oferecer internet a bordo nesta quarta-feira (21).

Por enquanto, o serviço está disponível em apenas um avião da companhia. Até outubro, outros quatro contarão com a novidade.

A ideia é que 80% da frota seja equipada com as antenas e equipamentos que fazem a conexão via satélite até o final do ano que vem.

Outras aéreas do país, como Latam e Gol, já anunciaram medidas parecidas. A primeira, já oferece séries e filmes via Wi-Fi em suas aeronaves. A segunda, prometeu ter o recurso ainda neste ano.

Mas, segundo a Avianca Brasil, ela é a primeira na América do Sul a de fato permitir que os passageiros se comuniquem com o mundo lá fora através da web.

Como vai funcionar?

Por meios de computadores, tablets ou smartphones pessoais, os clientes da companhia poderão acessar páginas, e-mails e enviar e receber mensagens por aplicativos durante o voo.

Serviços de vídeo e streaming, como o Netflix, ainda não poderão ser carregados, mas estão nos planos para os próximos anos.

A Avianca Brasil evitou mencionar a velocidade contratada, apenas afirmou que ela terá a mesma qualidade de "uma boa internet que hoje se consegue em casa" e que será possível abrir um site em quatro segundos.

Durante os três primeiros meses de testes, a conexão será gratuita. Depois, o cliente terá de pagar. Porém, a empresa não precisou como serão os pacotes de dados para trafegar e nem quanto eles irão custar.

"Só depois de pesquisas é que saberemos. Mas queremos que [o preço] seja justo e o acesso de qualidade. Ninguém vai se ‘linkar’ sem saber o que está comprando", afirmou José Efromovich, presidente do conselho da Avianca Brasil, em evento para anunciar o serviço.

O único detalhe revelado sobre a cobrança é que ela será feita diretamente em cartão de crédito, cadastrado pelo passageiro previamente.

"O que posso dizer é que queremos que o maior número possível de pessoas se conecte. E se cobrarmos uma tarifa muito alta, não vamos atingir essa meta", disse Frederico Pedreira, presidente da companhia.

A aérea não quis falar das expectativas sobre o impacto que a novidade terá em seu faturamento futuro.

"O foco não é a receita. Queremos é que o cliente nos enxergue como uma empresa inovadora, que oferece o melhor serviço", disse Efromovich.

A aeronave que já conta com internet é um Airbus 320, que faz as rotas Rio de Janeiro - Salvador e Salvador - Recife.

A prioridade da Avianca Brasil, que só opera destinos dentro do país, será oferecer a conexão nos trechos mais longos.

Quem provê

O projeto de ter Wi-Fi a bordo corre na companhia desde 2014.

"Passamos dois anos sem grandes anúncios só trabalhando nisso", comentou Efromovich.

O serviço será oferecido em parceria com a Global Eagle Entertainment (GEE), que tem acesso a 49 satélites e disponibiliza a conexão em mais de 700 aviões pelo mundo.

Entre seus clientes, estão a Southwest Airlines e a Korean Air. A companhia já tem convênios assinados com todas as operadoras de telefonia e internet do país.

De 2014 até 2017, quando a primeira etapa do programa será concluída, 25 milhões de dólares serão investidos pela companhia aérea.

A empresa obteve em junho a autorização da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) para instalar nos aviões a antena e o hardware necessários para fazer a conexão via satélite e, na última segunda-feira (19), conseguiu o sinal verde para utilizar a rede.

O preparo do restante da frota será gradativo, já que é necessário tirar as aeronaves de operação para equipás-la com o sistema.

"Foram muitas horas de trabalho conjunto. O tempo que o passageiro dedica a viajar é muito importante e nosso sonho é que ele tenha no ar a mesma conectividade que tem em casa", afirmou Abel Avellan, presidente da GEE.

De volta ao "glamour"

Segundo a Avianca Brasil, seu principal objetivo é "surpreender positivamente os clientes".

Dar "glamour" às viagens aéreas, porém, não é exatamente uma novidade, disse Efromovich.

"Todo mundo lembra das grandes refeições que eram servidas nos aviões antigamente. Mas, durante duas décadas, isso desapareceu. Trouxemos de volta as refeições quentes e o entretenimento individual a bordo", disse.

Segundo o empresário, diferentemente dos planos para a internet, a companhia aérea não tem nenhuma intenção de rentabilizar os quitutes que serve.

"É a nossa diferenciação", frisou.

Ainda que os custos acabem sendo em parte transferidos para as passagens, Efromovich diz que a Avianca Brasil tem outros meios de bancá-los.

"Temos o programa de fidelização, colocamos mais gente no avião. Nossa taxa de ocupação é de 80%, fomos a única do setor que conseguiu Ebitda positivo no ano passado. Está funcionando."

A Avianca Brasil é a quarta maior companhia aérea do país. As três primeiras são Latam, Gol e Azul, nessa ordem.

Em julho, último mês compilado pela Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), ela transportou 817.342 passageiros.

A empresa tem 4.400 funcionários e uma frota de 43 aviões, que têm idade média de 3,7 anos.

Fonte: Exame

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.