0

Já pensou em avião com mictório? Fabricantes estudam como mudar o banheiro

Foto: Getty Images.

Ideias de novos assentos para aviões surgem com frequência nos planos dos fabricantes, mas as poltronas não são o único foco de atenção.

As empresas consideram também outras formas de melhorar o uso do espaço dentro das aeronaves – mudar a configuração dos banheiros é um caso.

Por que não instalar cabines com mictórios, por exemplo? A proposta foi mencionada recentemente por duas gigantes do mercado: a europeia Airbus e a canadense Bombardier.

Foto: Getty Images/iStockphoto/Kritchanut.

Ao jornal ''The Globe and Mail'', Rob Dewar, vice-presidente da Bombardier, justificou a possibilidade de mudança observando que ''cerca de 65% dos viajantes são homens''. Desta forma, segundo ele, pelo menos um banheiro poderia ser substituído por uma cabine com dois mictórios (sim, haveria ainda o banheiro tradicional para as mulheres).

''Acho que é uma boa ideia porque você reduz o peso a bordo e o tempo de espera para o lavatório.'' A proposta também deixaria espaço para a instalação de mais assentos no avião, completou.

A Airbus também está considerando uma nova configuração para os banheiros para melhorar o uso do espaço – como foi feito no gigante A380 da companhia aérea Lufthansa. A empresa instalou mictórios em algumas configurações especiais da primeira classe, onde os banheiros são tão grandes que têm espaço até para chuveiros.

Por que a ideia ainda não pegou?

Os mictórios ainda não foram adotados em larga escala pelas companhias aéreas ''principalmente por questões culturais'', afirmou o diretor de Operações da Airbus, Tom Williams, ao jornal ''Daily Mail''. Em outra entrevista, ele citou mais uma barreira: ''É um pouco sexista ter um banheiro só para homens''.

Outra questão que merece cuidado foi ressaltada pela Associação Britânica de Banheiros, organização que promove padrões melhores de higiene em banheiros públicos.

''Um dos maiores problemas com mictórios é que eles têm um forte cheiro'', disse o diretor administrativo da associação, Raymond Martin, ao jornal ''Telegraph''. Ele afirmou que, pessoalmente, não gostaria de usar um banheiro assim durante um voo.

Executivo queria cobrar pelo uso do banheiro

Mesmo que a mudança por enquanto esteja restrita ao plano das ideias, a preocupação já está presente entre fabricantes e companhias aéreas há algum tempo. Em 2009, o controverso diretor-executivo da companhia de baixo custo Ryanair, Michael O’Leary, afirmou que estava considerando cobrar pelo uso do banheiro.

Fonte: Uol

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.