0

Piloto se engana ao planejar rota aérea e avião vai parar na cidade errada

O voo deveria ir para Kuala Lumpur, mas terminou em Melbourne, na Austrália. Foto: 
Laurent Errera/Creative Commons.

Imagine entrar em um avião que vai de São Paulo à metrópole venezuelana de Caracas e, de repente, se ver pousando em Curitiba, no sul do Brasil. 

Uma situação um pouco parecida aconteceu com um Airbus A330-300 da companhia malaia AirAsia X, que saiu da cidade australiana de Sydney com direção a Kuala Lumpur, na Malásia, mas, por uma falha do piloto durante o processo de decolagem, entrou em uma rota aérea errada, fazendo com que o jato fosse parar em Melbourne, também na Austrália.

O comandante foi avisado sobre seu equívoco pelo controle de tráfego aéreo do aeroporto de Sydney logo depois de decolar e identificou que havia se enganado ao configurar o sistema de navegação do avião antes do voo.

Com a aeronave no ar, "as tentativas de corrigir o problema resultaram em uma degradação maior do sistema de navegação e de condução da viagem", afirma o Departamento de Segurança de Transportes do governo australiano (ATSB, na sigla em inglês).

A linha verde mostra a rota que deveria ter sido tomada pelo avião após a decolagem; a azul é a direção equivocada em que entrou o avião. A imagem é da ATSB. Imagem: Divulgação/ATSB.

Como medida de segurança, o piloto decidiu retornar ao aeroporto de Sydney, mas, devido a uma piora nas condições climáticas no local, foi impedido de fazê-lo. A solução foi direcionar o jato para a cidade de Melbourne, que fica a menos de duas horas de voo de Sydney e de onde a jornada poderia ser reorganizada.

É de se supor que os passageiros não tenham ficado nada felizes ao se verem em Melbourne, que fica a mais de 6.000 km de Kuala Lumpur e em uma direção oposta à da viagem original. O Airbus A330-300 da AirAsia X, que pode levar aproximadamente 350 passageiros, ficou três horas parado no aeroporto desta cidade australiana. O voo, por sua vez, chegou à capital malaia com seis horas de atraso.

O incidente ocorreu em 10 de março de 2015, mas foi apenas neste dia 7 de setembro de 2016 que o Departamento de Segurança de Transportes da Austrália divulgou um relatório completo sobre o ocorrido, em que conclui que o piloto foi o culpado por toda a confusão. "Ele e sua equipe tiveram inúmeras oportunidades de corrigir o erro ainda em terra. Mas só perceberam o equívoco depois que o avião já estava no ar e indo na direção errada", declara o informe do ATSB.

No mapa, se vê o grande desvio de rota que o erro do piloto causou. Imagem: Arte/UOL.

O órgão australiano também afirma que o Airbus da AirAsia X não estava com seu sistema atualizado o suficiente. De acordo com o ATSB, se a aeronave estivesse equipada com as últimas tecnologias disponíveis, teria sido possível identificar e corrigir o erro do piloto antes da decolagem.

Em um comunicado à imprensa, a AirAsia X afirmou que "desde o incidente, já modernizou os sistemas de voo de todas as suas aeronaves, reforçou o treinamento de sua tripulação e implantou sistemas de última tecnologia que podem prevenir que uma situação assim se repita".

"Gostaríamos de informar também que temos sido aprovados nos testes de segurança das principais entidades de aviação do mundo, como a IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos)", completou a empresa.

Fonte: Uol

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.