0

10 dicas para viajar de avião com bebês (crianças de até 2 anos)


Não se preocupe: viajar com bebês pode ser muito mais fácil do que você imagina!

Para mamães ou papais que querem viajar com seus pequenos, algumas informações são extremamente importantes para tornar a viagem muito mais prática e para fazer um embarque tranquilo.

Veja qual é a documentação necessária, quanto custa uma passagem aérea para menores de 2 anos e outros detalhes que deixarão a experiência de viajar com bebês ainda melhor!

Antes da viagem

1. Compra das passagens

Muitas companhias aéreas transportam crianças de até dois anos sem cobrar a passagem aérea do bebê - nos casos de cobranças, o valor é referente a 10% do preço da passagem. Para isso, porém, a criança deve ir no colo dos pais, dos responsáveis ou de um acompanhante maior de 12 anos (nesse caso, ambas acompanhadas de uma pessoa maior de 18 anos responsável).

Para conseguir o desconto, informe a presença do bebê antes mesmo de iniciar a busca, no campo indicado para isso, conforme a imagem abaixo:


Vale lembrar que só é permitida uma criança de colo por passageiro adulto pagante.

2. Documentação

Toda criança deve viajar com pelo menos um documento de identificação, assim como os adultos. Para o embarque, são válidos documentos como:

- passaporte;
- carteira de identidade;
- certidão de nascimento;
- ou cartão de identidade expedido por ministério ou órgão subordinado à Presidência da República, incluindo o Ministério da Defesa e os Comandos da Aeronáutica, da Marinha e do Exército.

Para voos internacionais, dependendo do país, será necessário apresentar o passaporte, mesmo que a criança tenha menos de dois anos. Para solicitar o documento e saber detalhes, acesse o site da Polícia Federal.

3. Documentação do acompanhante

O Estatuto da Criança e do Adolescente permite que crianças menores de 12 anos, incluindo bebês, viagem com parente de até terceiro grau, desde que o parentesco seja comprovado. No caso de voos nacionais, será necessário apresentar os seguintes documentos, quando a criança estiver viajando com os pais ou irmãos maiores de 18 anos:

- RG;
- Certidão de Nascimento;
- Ou passaporte (somente o antigo, de capa verde, com informação de filiação).

Criança viajando com os avós ou tios comprovam o parentesco com a certidão de nascimento.

4. Crianças desacompanhadas

Nenhuma companhia aérea transporta crianças menores de 5 anos desacompanhadas dos pais ou de um responsável maior de 18 anos. Quando o bebê precisar viajar sem a companhia do pai ou do responsável legal, será necessário apresentar uma autorização assinada pelos pais ou responsáveis, com reconhecimento de firma, indicando o nome e o documento de identificação do passageiro acompanhante. Isso para voos nacionais.

Para voos internacionais, crianças acompanhadas de apenas um dos pais, devem apresentar autorização judicial ou autorização do outro genitor com firma reconhecida por autenticidade ou semelhança, lembrando que o documento assinado pelo outro genitor deve ser apresentado em 2 vias originais.

Para criança ou adolescente viajando acompanhado de terceiros maiores, será necessária autorização judicial ou autorização de ambos os pais. A autorização dos pais deve ter firma reconhecida (de ambos os pais) por autenticidade ou semelhança e também deve ser apresentada em 2 vias originais.

Durante a viagem


5. Amamentação

Caso esteja viajando com seu filho de até 06 meses, não se acanhe de amamentá-lo dentro do avião, sempre que necessário. Mas se sentir incomodada com a situação, é possível recorrer a duas soluções: leve uma manta ou um cobertor para se cobrir durante a amamentação, ou leve uma mamadeira com leite materno, lembrando de levar apenas a quantidade necessária para o tempo de duração de voo.

Para crianças com mais de 06 meses (e se for de sua vontade) em vez de carregar mamadeira pronta, leve leite pó e água necessária para o preparo. No caso de voos curtos, alimente a criança antes do embarque e não será preciso se preocupar com isso durante a viagem.

6. Troca de fraldas

Alguns aviões contam com fraldário, mas não é sempre. Se for necessário, não hesite em trocar a fralda do seu bebê na poltrona, já que o banheiro de um avião não facilita o ato. Converse com os comissários de bordo assim que embarcar para que a tripulação possa te ajudar caso seja preciso. Lembre-se de descartar corretamente a fralda suja, para garantir o seu conforto, o do bebê e dos demais passageiros.

7. Conforto

Uma dica para transportar seu bebê de um jeito confortável, mesmo no colo, é levar consigo uma almofada de amamentação, para acomodá-lo da melhor forma possível.

Dependendo da companhia aérea e para bebês com até 05 meses, você poderá reservar um bercinho para o voo, basta se informar a respeito da disponibilidade com antecedência. Leve uma fita crepe na sua bagagem de mão para cobrir as lanternas de seu assento, caso as luzes fiquem acesas por muito tempo.

Para evitar o desconforto com o ouvido, na decolagem e no pouso, amamente seu filho (no peito ou na mamadeira) ou dê uma chupeta já que a sucção alivia o incômodo causado pela pressão.

Bagagem


8. De mão

Prepare sua bagagem de mão para qualquer imprevisto: leve fraldas extras, tanto descartáveis quanto de pano, bem como leite em pó, água ou fruta para alimentar seu bebê caso seja necessário.

Alguns países não permitem o transporte de papinhas, então, para viagens internacionais, informe-se a respeito das regras para bagagem de mão. Lembre-se que quanto mais prática for sua bagagem de mão, mais fácil será carregar seu bebê e acomodá-lo dentro do avião.

9. Para despachar

Algumas companhias aéreas oferecem franquia maior para quem viaja com crianças menores de 2 anos para o exterior. Vale a pena se informar a respeito assim que adquirir suas passagens, já que será possível levar uma mala extra com até 10 kg, por exemplo.

10. O que levar

Carrinhos de bebê desmontáveis são as melhores opções para quem quer viajar com bebês de até 2 anos. Leve para a sua viagem, mas proteja-o com uma bolsa para não sofrer danos durante o transporte. Lembre-se de conferir as condições climáticas da cidade a ser visitada e preparar a bagagem com os itens necessários para uma estadia agradável.

Carregue papinhas e fraldas apenas para a viagem e deixe para comprar estes itens no destino. Quanto mais leve for sua bagagem, mais fácil será carregar seu bebê. Para facilitar, adquira um canguru/sling, o que pode garantir maior conforto durante as conexões, por exemplo, e até mesmo durante os passeios.

Fonte: Skyscanner

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.