0

Aeroporto de Cajazeiras; não basta o selo da Anac

Na batalha pelo projeto do aeroporto, apesar dos avanços, ainda há muita pista para vencer.

Basta a cada dia seu próprio mal, aconselha Jesus, em Mateus, capítulo 6.

Na luta dos cajazeirenses pela legalização do seu aeroporto, o maior dos sofrimentos já foi vencido com a superação da burocracia e o selo da Agência Nacional de Aviação. Uma batalha de dois anos.

Resolvido? Não. Falta muito. E esse muito é o básico. A cidade, junto ao Governo do Estado, tem que agora trabalhar para dotar aquele terminal de passageiros do mínimo de infraestrutura para atrair vôos ou garantir o feijão com arroz do seu funcionamento.

Na prática: levar o projeto a sério e corrigir o amadorismo exacerbado como aquele importante e estratégico equipamento é tratado, até aqui.

Substituir a cerca de arame farpado vista logo na chegada pelos visitantes é o começo para qualquer conversa. A primeira impressão é a que fica. E a atual não é das melhores.

Necessário também a edificação de uma estrutura mais ampla, conveniente e compatível com a aspiração ousada das entidades civis da sociedade cajazeirense. A atual nem de longe é proporcional ao desejo e auto-estima de Cajazeiras.

E, por último, uma nova roupagem na segurança. Hoje, o minúsculo e pouco confortável terminal conta com apenas um soldado de polícia pouco ou mal instruído a pedir documentos de passageiros e pilotos no embarque e desembarque. É o normal saber a procedência do que entra e sai pelos ares da cidade.

Procedimentos e próximos passos vitais para a consolidação de um projeto que representa o sentimento altivo e ousado dos cajazeirenses. Uma gente que ensina a Paraíba a ousar e não impor altura aos seus vôos. E nem sonhos.

Fonte: MaisPB

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.