0

Nova tendência? Econômica “básica” não dá direito a usar bagageiro do avião

Foto: Getty Images.

A companhia aérea American Airlines anunciou esta semana como funcionará sua nova classe tarifária, a econômica “básica”, que estará disponível a partir do mês que vem.

A nova tarifa não permite nem mesmo colocar uma bagagem no compartimento acima dos assentos. Será possível embarcar somente com uma bolsa ou mochila pequena que caiba no espaço embaixo da poltrona.

Quem levar mala maiores, terá de despachar o objeto e pagar por isso. Se o passageiro chegar ao portão de embarque com bagagem que não caiba sob o assento, terá de pagar o preço por mala despachada (US$ 25) e mais uma taxa de US$ 25 por item (um total de aproximadamente R$ 160).

A empresa não informou qual deve ser a faixa de preço dos bilhetes comprados pelo novo sistema. Inicialmente, a tarifa econômica básica será disponibilizada para 10 aeroportos dos Estados Unidos. Os planos são de ampliar a venda futuramente para todo o país e também para destinos internacionais próximos dos EUA, como a região do Caribe, segundo informação da agência Associated Press.

A American Airlines disse que a expansão da classe tarifária para outros mercados terá como base o interesse dos passageiros. “Estamos sempre avaliando a combinação certa de produtos, que pode ser alterada dependendo da demanda dos clientes”.

Não há previsão de que os voos para o Brasil ofereçam a tarifa básica. Lembrando que as novas regras sobre cobrança de bagagem ainda não entraram em vigor por aqui.

Dimensões da bagagem

Nos Estados Unidos, a Delta Air Lines já oferece uma passagem básica desde 2015, que não é tão restrita em relação à bagagem de mão, mas limita a escolha de assento. A United Airlines também anunciou recentemente que vai implantar a nova classe tarifária e passará a cobrar a taxa extra do passageiro que tiver comprado a passagem mais barata e chegar para o embarque com mala.

O site da United aponta as diferenças entre a bagagem de mão e o item pessoal que vai embaixo da poltrona. A bagagem de mão deve ter no máximo 22 cm (lateral) x 35 cm (largura) x 56 cm (altura), incluindo puxador e rodinhas. O item pessoal (bolsa, mochila, bolsa para notebook, etc) pode ter dimensões de até 22 cm x 25 cm x 43 cm.

As empresas esperam que a triagem de malas ocorra antes do embarque, já que as aeromoças não serão obrigadas a monitorar os itens que os passageiros colocaram no compartimento de bagagens.

Classe econômica da American Airlines. Foto: Divulgação.

Tendência

Ao seguir a tendência da tarifa básica, a American Airlines quer fazer frente a aéreas de baixo custo, como afirmou o presidente da companhia, Robert Isom.

“A American Airlines agora tem algo a oferecer para cada cliente, daquele que quer uma viagem simples, com preço baixo, ao que busca uma experiência premium na primeira classe”, disse Isom, em comunicado. “E o mais importante, esta nova tarifa também dá à American condições para competir de forma mais eficaz com o número cada vez maior de aéreas de ultra baixo custo”.

O presidente da United Airlines, Scott Kirby, por sua vez, disse que a segmentação de assentos no avião (com a criação de novas classes tarifárias, como a econômica básica) pode render US$ 250 milhões (cerca de R$ 800 milhões) à empresa este ano e US$ 500 milhões (aproximadamente R$ 1,6 bilhão) no ano que vem.

Famílias podem ficar separadas 

As restrições da nova tarifa da American Airlines, assim como as que serão adotadas pela United, também atingem a seleção de assentos. O local onde o passageiro vai ficar durante o voo será definido de forma aleatória, no momento do check-in.

A American Airlines afirma que o sistema de reservas tentará manter crianças menores de 13 anos junto com um adulto da família. Quem preferir, poderá pagar para escolher a poltrona 48 horas antes do voo.

Os clientes que compraram a passagem econômica básica também serão os últimos a embarcar e não poderão conseguir upgrade. Alterações de voo e reembolso não são permitidos.

Quem comprar uma passagem econômica básica terá direito às mesmas bebidas não alcoólicas e snacks servidos a todos os clientes da classe econômica. A aérea afirmou que não tem planos de alterar as poltronas ou o interior de seus aviões por causa da nova classe tarifária.

Fonte: Uol

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.