1

Passageiros perdem virada em Nova York após problema em voo

Mulher passou mal em voo e passageiros passaram Réveillon dentro de avião (Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal).

Uma aeronave da companhia aérea American Airlines que seguia para Nova York, nos Estados Unidos, precisou desviar a rota e fazer um pouso não programado em Manaus no sábado (31), após uma passageira passar mal a bordo.

Em razão do problema, cerca de 300 passageiros passaram a virada de ano dentro do avião. Eles tentam viajar há 3 dias. Em nota, a companhia informou que os passageiros devem seguir viagem em um voo programado para partir nesta segunda (2), às 9:30.

O voo AA974 saiu de Fortaleza na sexta-feira (30), com uma parada no Rio de Janeiro. A previsão era chegar em Nova York na manhã do dia 31. No entanto, passageiros foram informados, durante a parada no Rio, que a aeronave não poderia decolar em razão de problemas na turbina direita.

Uma das passageiras era a designer e artista gráfica Marta Heilborn, de 58 anos. Ao G1, ela relatou que os passageiros chegaram a ficar cerca de duas horas dentro do avião no Rio de Janeiro. Após o tempo de espera, a empresa informou que a aeronave não decolaria no horário previsto.

"Chegamos ao hotel por volta de três horas da madrugada para acordar às 8h, porque o [novo] voo saia às 10h. Quando chegamos ao local, foram mais quatro horas para fazer o check- in", disse a designer.

A advogada Eliane Viena relatou que houve muita confusão. "Acordaram a gente dizendo que tinha que ir para o aeroporto, que o check-in estava aberto. Chegando lá, só tinham dois ou três funcionários fazendo check-in de 300 pessoas, uma confusão alucinada. Uma loucura. Gente passando mal, gente gritando", relatou.

O avião só saiu do Rio de Janeiro no sábado (31), por volta 15h40. Durante o trajeto, mais um problema: uma mulher passou mal e, segundo os passageiros, o avião não tinha o suporte necessário para o atendimento. Em razão disso, o voo precisou fazer uma parada não programada em Manaus.

Passageiros estão hospedados em hotel em Manaus (Foto: Isis Capistrano/G1 AM).

O avião pousou na capital do Amazonas por volta das 18h55 (20h55 pelo horário de Brasília), segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). De acordo com passageiros, a mulher foi socorrida e levada para um hospital.

O restante dos passageiros aguardou por mais de quatro horas dentro da aeronave, quando foram informados de que não poderiam mais decolar. O aviso era de que a tripulação não viajaria com os passageiros por "questões trabalhistas", conforme relatos.

A companhia alojou os mais de 300 passageiros em dois hotéis de Manaus. Entretanto, eles não tiveram as malas devolvidas. "Tem muita gente com remédios tarja preta na mala e pais com criança de colo que estão sem carrinho. Muita gente perdeu trabalho e escala. Eu ia ver meu marido, não pude estar lá", desabafou a designer. 

O passageiro Rodrigo Urick, 39 anos, que programou a viagem para passar o aniversário de 15 anos da filha e aniversário de casamento em Nova York, reclamou da pouca informação repassada pela companhia aérea.

Ator André Gonçalves era um dos passageiros no avião (Foto: Ísis Capistrano/ G1 AM).

"A companhia não fala com a gente. O nosso voo foi cancelado mais de duas vezes. Passamos o Réveillon dentro do avião sem sair. A gente entende que a decisão de parar em Manaus foi assertiva para socorrer a passageira e que bom que tomaram a decisão de não decolar, com a máquina com defeito. Nosso problema é que eles sabiam que a aeronave estava com defeito e não resolveram a tempo", disse.

O voo contava com passageiros famosos como os atores Danielle Winnits, André Gonçalves e o grupo de pagode Revelação. Para o ator André Gonçalves, os 300 passageiros foram maltratados desde o primeiro momento. "Eles não tinham estrutura para atender uma pessoa que passou mal, não havia oxigênio. Uma tripulação mal-educada que maltrata as pessoas. Nós passamos por uma sucessão de erros", completou.

A American Airlines informou por meio de nota que o voo AA 974 , um Boeing 777-200 com 233 passageiros, atrasou por necessidade de mautenção e decolou em 31 de dezembro. Durante o percurso para Nova Iorque, o voo teve que alternar para o Aeroporto Internacional de Manaus (MAO) por conta de uma emergência médica com uma passageira, causando o seu cancelamento devido à escala da tripulação.

A companhia informou que todos os passageiros estão recebendo assistência e serão acomodados no próximo voo para Nova Iorque, programado para partir em 2 de janeiro, às 9:30 (hora local). A companhia lamentou pelos inconvenientes causados e ressaltou que a segurança de seus passageiros e tripulação é prioridade.

Fonte: G1

Um comentário:

  1. Matéria gentilmente enviada pelo leitor do AEROJOAOPESSOA, Jefferson Felipe.

    ResponderExcluir

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.