0

Aéreas reduzem limite de peso de bagagem nos voos internacionais

Companhias reduzem limite de peso de 32 kg para 23 kg nos voos internacionais (Foto: Lucas Lima/UOL).

Os passageiros que comprarem passagem aérea para voos internacionais a partir de agora vão precisar ficar mais atentos com o peso da bagagem.

Depois que a Justiça derrubou a liminar que impedia a cobrança de bagagem, diversas companhias aéreas já reduziram o limite máximo que cada passageiro pode transportar nas viagens para o exterior.

Até então, todos os passageiros tinham direito a levar duas malas de até 32 kg. Com as novas regras, cada empresa pode definir seus próprios limites ou até mesmo cobrar por qualquer bagagem despachada. Nos voos internacionais, no entanto, essa cobrança não deve ocorrer, já que as principais companhias do mundo transportam gratuitamente pelo menos uma mala em voos de longa distância.

Empresas como Air France, British Airways, Iberia, KLM, Lufthansa e Swiss já informam durante o processo de reserva pela internet que o peso máximo da bagagem passa a ser de 23 kg para os passageiros da classe econômica.

No caso da Lufthansa e da Swiss, a redução inclui também a quantidade de malas. Cada passageiro passa a ter direito a somente uma mala de 23 kg. Na Air France, British Airways, Iberia e KLM, o limite são duas malas de 23 kg.

Site da companhia Swiss informa novo limite de peso para bagagem (Imagem: Reprodução).

Nas demais companhias aéreas pesquisadas pelo Todos a Bordo, como American Airlines, United Airlines, Delta, Air Europa, TAP, Latam e Azul, o limite continua sendo de duas malas de 32 kg. No entanto, a tendência é que o peso máximo também seja reduzido. A grande maioria das empresas adota como padrão o limite de 23 kg e o Brasil é citado como uma exceção.

Em março, as companhias TAP, Latam e Azul já haviam comunicado a intenção de reduzir o limite permitido para duas malas de até 23 kg. As brasileiras Latam e Azul afirmaram que, por enquanto, seguem com as regras anteriores e que ainda não há um prazo definido para os novos limites.

“A Latam esclarece que as regras de bagagens permanecem inalteradas e informará oportunamente sobre as mudanças a seus passageiros nos canais oficiais da empresa”, afirmou a empresa em comunicado. A Azul disse apenas que “a companhia está estudando as medidas para uma posterior tomada de decisão”.

As mudanças são válidas apenas para quem comprar passagem a partir de agora, de acordo com as regras de cada companhia aérea. Todos passageiros que adquiriram seus bilhetes antes da última sexta-feira, independentemente da data da viagem, seguem com o direito de levar duas malas de até 32 kg nos voos internacionais.

Passagens nacionais

Azul, Gol e Latam haviam anunciado também a intenção de cobrar pelo despacho da bagagem nos voos nacionais, mas foram impedidas pela liminar da Justiça em março.

Com a liberação pela Justiça, as companhias afirmaram que estão fazendo uma reavaliação interna e que ainda não há uma nova data para o início da cobrança.

Na época, a Latam afirmou que cada mala custaria R$ 50, enquanto na Azul e na Gol o valor cobrado pela bagagem seria de R$ 30. A Avianca afirmou que ainda estuda quais medidas adotará.

Fonte: Uol

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.