0

Avião com rasgo no revestimento de motor aterrissa em segurança na Austrália

Um dos motores ficou danificado e uma aeronave da China Eastern Airlines precisou regressar ao aeroporto de Sydney. Foto: STRINGER / REUTERS.

Um vôo da China Eastern, que seguia em direção a Xangai, na China, foi obrigado a voltar para Sydney, na Austrália, devido a uma emergência na madrugada desta segunda-feira, segundo um porta-voz da companhia aérea. 

Imagens mostram um rasgo de aproximadamente um metro de comprimento no invólucro do motor esquerdo da aeronave.

O Airbus A330-200 pousou sem incidentes, de acordo com Kathy Zhang, gerente regional da China Eastern Airlines na Oceania. Não houve feridos.

"A equipe observou uma situação anormal do motor esquerdo e decidiu retornar imediatamente ao aeroporto de Sydney. Todos os passageiros e tripulantes desembarcaram com segurança", disse Zhang.




Os passageiros ouviram um estrondo logo após o vôo MU736 ter decolado e sentiram cheiro de queimado antes que a aeronave começasse a regressar, conforme informou a emissora "Seven News".

"Nós decolamos e, de repente, ouvimos um barulho. Parecia que algo iria queimar. Estava com medo, realmente assustada. Nosso grupo estava aterrorizado", contou um passageiro, conforme a "Reuters".

Uma passageira, identificada apenas como Eva, disse que a tripulação tentou acalmar os passageiros e lhes disse para apertar o cinto de segurança depois de o barulho ser ouvido. "Estávamos em pânico porque não fazíamos ideia do que estava acontecendo".

O escritório de segurança de transporte do país (Australian Transport Safety Bureau) informou, por meio de um comunicado à agência de notícias "Reuters", que uma investigação foi aberta. O resultado dessa apuração deve sair dentro de um mês, mas pode estar disponível antes em caso de um problema mais sério ser identificado em estágios iniciais. Zhang contou que uma investigação abrangente envolve autoridades da aviação da Austrália e da China.

A empresa Cathay Pacific havia inspecionado o avião e não ainda não comentou o incidente. "O motor da aeronave causou um grande problema, então precisamos investigar com os governos, com a empresa Rolls-Royce e com nossa sede também", afirmou Zhang.

A Rolls-Royce, fabricante dos motores da série Trent 700 do avião, disse em um comunicado que está ciente do incidente e trabalhará em estreita colaboração com os clientes e parceiros relevantes para entender a causa do problema.

Segundo um porta-voz da Airbus, a empresa está em contato com a Rolls-Royce para determinar o que ocorreu, e isso ajudaria a investigação sobre o incidente.

Fonte: Extra

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.