0

Advogado é preso depois de oferecer banana a funcionária da Azul em MG

Passageiro foi preso quando já havia embarcado em avião da Azul no aeroporto de Confins. Foto: Márcia Ribeiro - 19.dez.12/Folhapress.

Um suposto crime de racismo no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, resultou na prisão de um advogado na manhã desta sexta (4).

O homem, cuja identidade não foi divulgada pela polícia, retirou uma banana de sua mochila e entregou a uma atendente da Azul Linhas Aéreas após uma discussão no check-in da companhia.

A funcionária, negra, denunciou o caso imediatamente à PF (Polícia Federal). Quando os agentes chegaram à recepção do aeroporto, por volta das 7h20, o suspeito já havia embarcado. Com a ajuda de outros passageiros, que serviram de testemunha, os policiais entraram na aeronave e efetuaram a prisão, em flagrante.

O advogado foi levado para a Superintendência da PF em Belo Horizonte e depois encaminhado para a Polícia Civil de Vespasiano, cuja assessoria conversou com o UOL. De acordo com a polícia, as testemunhas também foram para a delegacia confirmar a versão prestada no aeroporto. Já o avião, com destino a Corumbá, em Mato Grosso do Sul, seguiu viagem.

Procurada pela reportagem, a GH Airport, concessionária do aeroporto, afirmou que apenas a companhia aérea poderia se manifestar sobre o caso.

Questionada, a Azul "informa que já está prestando assistência à sua tripulante e que não vai comentar o caso para não atrapalhar o inquérito policial."

Fonte: Folha de S. Paulo

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.