0

Anac vai flexibilizar regra que exige carro de bombeiros em pequenos aeroportos


A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) propôs nesta terça-feira (5) que aeroportos com movimentação inferior a 200 mil passageiros por ano não precisem manter caminhão de combate a incêndio como exigência para poder operar.

A proposta da agência, aprovada na reunião de diretoria, ainda passará por consulta pública por 30 dias. Se aprovada deve isentar 44 novos aeroportos da obrigação de ter carro de bombeiros.

Com isso, esses aeroportos poderão ampliar o número de voos semanais, sem que sejam obrigados a comprarem um caminhão de combate a incêndio.

Eu seu voto, o diretor da Anac Ricardo Fenelon afirmou que a mudança levaria a uma economia de R$ 83 milhões por ano em custos regulatórios e que a regra atual para sistema de combate a incêndio representa um entrave a novos voos.

Atualmente, aeroportos sem carros de bombeiros só podem receber um voo semanal de avião de grande porte ou dois voos semanais de aeronaves de menor porte.

Fenelon destacou que a mudança segue critérios usados em países como Canadá e Austrália e que não compromete a segurança dos aeroportos.

De acordo com dados da agência, o sistema de combate a incêndio custa, em média, R$ 20 por passageiro nos aeroportos com movimento inferior a 200 mil passageiros por ano. Nos aeroportos maiores, com movimentação superior a 5 milhões de passageiros por ano, o custo é de R$ 0,50.

Fonte: G1

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.