0

Companhias aéreas brasileiras se preparam para impactos do furacão Irma no Caribe e EUA

Fortes ondas provocadas pelo furacão Irma são vistas em praia de Fajardo, em Porto Rico, na quarta-feira (6) (Foto: Reuters/Alvin Baez).

As companhias aéreas brasileiras estão tomando medidas para se prepararem para potenciais impactos causados pela passagem do furacão Irma sobre o Caribe e temores de que poderá se dirigir para a Flórida, nos Estados Unidos, um dos principais destinos internacionais do setor.

O furacão de categoria 5, que já passou pelas Ilhas Virgens e deve atingir o território norte-americano de Porto Rico nesta quarta-feira, pode chegar à Flórida no sábado com ventos de 295 quilômetros por hora, enquanto os Estados Unidos ainda se recuperam dos desastres provocados pela tempestade Harvey, no Texas.

A Gol que tem voos para a República Dominicana, país do Caribe que deve ser atingido pelo Irma na quinta-feira, antecipou nesta quarta-feira um de dois voos extras programados para retirada de passageiros da companhia e de concorrentes que tinham urgência em deixar a região. A empresa informou que o voo antecipado foi enviado vazio do aeroporto de Guarulhos e voltou com 160 passageiros.

A parceira da Gol na operação de voos internacionais para os Estados Unidos, a norte-amerciana Delta, disse que nenhuma viagem entre o Brasil e os EUA foi cancelada até o momento, mas que está permitindo remarcação gratuita de voos. A empresa também aumentou número de voos em rotas que deixam a Flórida.

A Azul também afirmou que está permitindo a remarcação sem custos de voos programados para entre quinta-feira e domingo, informou a empresa à Reuters. A Azul, que opera voos para os aeroportos de Fort Lauderdale e Orlando, na Flórida, a partir de Campinas (SP), informou ainda que está avaliando possíveis cancelamentos de voos.

A Avianca Brasil, que opera dois voos diários entre o aeroporto de Guarulhos e Miami - cidade na Flórida que pode ser afetada pelo Irma - disse em nota que "isentará de taxa de remarcação ou reembolso clientes que desejarem alterar ou cancelar reservas de voos entre os dias 6 e 10 de setembro, de e para Miami". A companhia informou também que não teve cancelamentos de voos até o momento por conta da passagem do Irma.

Em nota oficial, a Latam declarou que também não promoveu cancelamentos ou reprogramações de voos, mas pediu que os clientes com viagens programadas para entre 5 e 11 de setembro verifiquem a situação de seus voos antes do embarque e ofereceu opções de alterações de data, rota, ou reembolso de passagens.

Fonte: G1/Reuters

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.