1

Moradores do Bessa vão fazer manifesto e acionar MPF para reduzir Aeroclube da Paraíba

Neste sábado moradores vão fazer manifesto pacífico no entorno do Aeroclube (Foto: Walla Santos).

Representantes da Associação dos Condomínios da Paraíba (ASCON-PB), no bairro do Bessa e do Comitê Parque Parahyba se reuniram na noite dessa terça-feira (19) e decidiram entrar com uma representação no Ministério Público Federal (MPF) para que o Aeroclube da Paraíba apresente o Plano Básico de Zona de Proteção de Aeródromo junto ao Ministério da Defesa e Aeronáutica dentro do prazo do Termo de Ajustamento de Conduta firmado entre as partes que se vence no dia 27 de setembro de 2017.

O Comando da Aeronáutica reeditou normas de segurança em todos os aeródromos do Brasil, através da Portaria 957/GC3 de 09 de Julho de 2015, e baseados nisso os moradores exigem que o aeródromo no Bessa obedeça à normatização, por questões de segurança. "Desta forma o Aeroclube vai operar com uma pista reduzida a 600 metros devido o seu cone de voo estar aproximado a objetos projetados no espaço, edifícios, no entorno", disse Dema Macedo, presidente do Comitê Parque Parahyba. 

“Cumpra-se a Lei, que o Aeroclube da Paraíba apresente um Plano de Zona de Proteção de Aeródromo correto , obedecendo às normas de segurança e assim reduza sua pista", afirmou. 

Os representantes das Associações e Comitê Parque Parahyba também discutiram a necessidade de espaços de área verde , e lamentaram a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) favorável à nulidade da desapropriação do Aeroclube. 

“A cada dia fica mais perigoso pra quem mora próximo do Aeroclube, eles fazem teste de aeronaves sobre nossas cabeças. Certa vez um aviãozinho (aeromodelismo) caiu no jardim da minha vizinha e fez uma fenda enorme no solo", denunciou o morador.

Ficou decidido, ainda, que será feito um manifesto chamado "Manifesto Muda Aeroclube no Bessa ( MMA)", no qual serão coletadas assinaturas, por meio de abaixo-assinado eletrônico no site mudaaeroclube.com. 

Neste sábado (23), às 16h, os moradores vão fazer um manifesto pacífico no entorno do Aeroclube para chamar a atenção das autoridades para o risco de acidentes naquele local.

“É necessário o Aeroclube cumprir o TAC e obedecer às regras de segurança estabelecida pela Aeronáutica, a cabeceira de voo do aeródromo é bem próxima a uma avenida de grande tráfego de veículos”, avaliou Dema.

Fonte: ClickPB

Um comentário:

  1. Matéria gentilmente enviada pelo leitor do AEROJOAOPESSOA, Rudolf Thales.

    ResponderExcluir

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.