0

Por que as pessoas ficam bêbadas mais rapidamente quando estão num avião?

Com menos oxigênio no ar, efeitos do álcool são potencializados (foto: Divulgação/KLM).

Durante as viagens de avião, o corpo humano sente um cansaço maior por conta da pressão atmosférica na altitude e os efeitos do ar seco.

Quando o passageiro ingere bebidas alcoólicas, esses danos são ainda maiores.

Ao beber álcool a bordo de um avião, o passageiro pode ficar fora de controle muito mais rápido do que se ele estivesse em terra. É que o efeito do álcool no corpo humano pode ser potencializado em virtude da altitude do avião. Isso acontece por conta da menor pressão atmosférica, que resulta em menos oxigênio no ar.

Mesmo voando a mais de 10 km de altitude, a maioria dos aviões comerciais é pressurizada a uma altitude equivalente a cerca de 2.500 metros em relação ao nível do mar. Ainda assim, a pressão atmosférica a bordo dos aviões é bem menor do que na maioria das cidades do mundo. São Paulo, por exemplo, está a 760 metros de altitude, enquanto Campos do Jordão (SP), a cidade mais alta do Brasil, está a 1.628 metros acima do nível do mar.

Somente o fato de haver menos oxigênio no ar pode fazer com que algumas pessoas sintam moleza no corpo ou apresentem sintomas como tontura, por exemplo. Essa reação é chamada de hipóxia.

Quando um passageiro ingere bebidas alcoólicas a bordo dos aviões, a consequência é que os efeitos do álcool no corpo humano são potencializados. A taxa de álcool no sangue de quem bebe a bordo de um avião é a mesma de uma pessoa que tivesse ingerido a mesma quantidade de bebida alcoólica em terra, mas a sensação de embriaguez se manifesta mais rapidamente.

“Por causa do menor nível de oxigênio em seu sangue, você pode parecer mais bêbado no ar do que no chão depois de consumir a mesma quantidade de álcool”, afirma a médica Didi Aaftink, responsável pela gestão da rede internacional de atendimento médico da companhia aérea KLM.

Além da diminuição de oxigênio, o ar a bordo dos aviões também é bem mais seco. Com isso, a pessoa fica com mais sede e mais vontade de beber. O problema é que a bebida alcoólica tem efeito diurético. Todo esse conjunto pode causar a desidratação do corpo. Para evitar esse problema, a médica da KLM sugere que o passageiro beba sempre água entre as doses de bebida alcoólica para evitar a desidratação.

Álcool deve ser consumido com ainda mais moderação durante o voo (foto: Divulgação/KLM).

Embriaguez a bordo pode causar até prisão

Os efeitos do álcool a bordo dos aviões não proíbem que os passageiros bebam durante as viagens, tanto que as próprias companhias aéreas servem álcool a bordo. A questão é beber com moderação e ficar atento à reação do seu corpo.

Quando um passageiro abusa do álcool, além de incomodar as demais pessoas a bordo do avião, ele pode colocar em risco até mesmo a segurança do voo. A médica da KLM explica que esse comportamento abusivo do álcool e a embriaguez a bordo de um avião podem ser considerados violações do direito internacional.

Nesse caso, o piloto do avião pode exigir o desembarque do passageiro no primeiro aeroporto no qual o avião pousar e até mesmo acionar a polícia por conta dos distúrbios causados a bordo.

Fonte: Uol

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.