6

Após reunião empresa AZUL constata que aeródromo de Cajazeiras não suporta suas aeronaves de porte mínimo


Após a expectativa, a decepção!

Cajazeiras não poderá receber as linhas anunciadas pela empresa aérea AZUL, Recife/João Pessoa/Cajazeiras/Juazeiro do Norte, possibilidade divulgada pela imprensa e que deixou a população da cidade e região bastante confiante.

Segundo o jornalista Ruy Dantas que havia anunciado anteriormente o desejo da empresa de operar em Cajazeiras em seu programa na capital João Pessoa, depois da reunião realizada ontem pela AZUL em Recife, a empresa constatou que a pista do aeródromo regional de Cajazeiras não suporta as suas aeronaves de capacidade mínima.

A informação, porém, já era aguardada por aqueles que acompanham a situação do aeródromo de perto, uma vez que, no início do mês de Agosto, uma equipe do ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica) estiveram em Cajazeiras e diante a fiscalização feita na pista do aeródromo, repassaram em reunião com representantes da sociedade cajazeirenses na sede da CDL, que nas atuais condições o aeródromo poderá apenas operar com aeronaves do tipo Bandeirantes, que possuem capacidade para 18 passageiros, comprovando o que foi colocado pelo piloto cajazeirense Fábio Dantas e, que provocou polêmica nas redes sociais.

Contudo, os técnicos apresentaram algumas adequações que poderão ser feitas no aeródromo, sobretudo na pista, para que a operação de aeronaves de maior porte como Boing, por exemplo, possa ser implantada.

A notícia cai como um balde de água fria na população de Cajazeiras e região que sonha em puder contar com vôos diários no aeródromo.

Fonte: Blogdofurao

6 comentários:

  1. Matéria gentilmente enviada pelos leitores do AEROJOAOPESSOA, Fabio Dantas e Rudolf Thales.

    ResponderExcluir
  2. Faz muito tempo, que falamos aqui no AEROJOAOPESSOA que o PCN da pista de Cajazeiras não há condições de receber um ATR. É questão técnica!

    Agora, a Azul confirma o que há muito tempo aqui já falamos. Será que alguém ainda tem dúvida?

    Tem que melhorar as camadas de base e o pavimento, para que o PCN seja alterado (aumento) e a pista tenha condição segura pra receber uma aeronaves maiores. Não há mistério para isso, engenharia existe sim!

    E a luta aqui no site AEROJOAOPESSOA continua sobre a aviação, informando a REALIDADE e não a POLITICAGEM ou PAIXONITE!

    ResponderExcluir
  3. Pelo tamanho da pista dá. O problema é o pcn, muito baixo pra o Atr 72.

    ResponderExcluir
  4. Potenciais a cidade de Cajazeiras tem, isso bem sabemos. Mas, é preciso ter a estrutura adequada para que tudo possa acontecer bem e as operações sejam eficazes e traga a todos o conforto e segurança.
    O maior desafio a ser superado é mais além do que o PCN da pista, pois existe como efetuar a melhoria, existem engenheiros e materiais para isso.
    O pior mesmo é o PCN de baixa qualidade ou sem vergonha da cabeça dessa corja política do nosso estado na PB. Enquanto eles permanecerem com suas politicagens sujas acabando com a vida e os potencias do povo, Cajazeiras e região não alcançarão seus potenciais.
    Isso se aplica a toda nossa região PB e o resto do Brasil. Lamentável!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POR ISSO É QUE SEMPRE FALEI E VOU CONTINUAR A DIZER, TODOS LEVAM SUAS PORCENTAGENS, E NÓS SÓ LEVAMOS EM NOSSAS CABEÇAS POIS OS GRANDES LEVAM A GRANA E NÓS VOLTO A DIZER FICAMOS COM O PREJUÍZO, PREJUÍZO ESSE QUE NÓS PAGAMOS ISSO É QUE É PIOR. FAZER O QUE A NÃO ESPERAR PELA A VONTADE DOS GOVERNOS......

      Excluir
  5. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) publicou em seu site a reclassificação do índice de resistência da pista do aeroporto de Cajazeiras/Pedro Vieira Moreira, o que permitirá pouso de aeronaves de médio e até grande porte, como um modelo ATR 72, com capacidade de 74 passageiros.
    Segundo a Anac, “depois de estudos de sondagens da pista do aeródromo de CZ a Agência reclassificou o índice de resistência PCN (Pavement Classication Number) daquele equipamento aeroviário.
    O PCN – Pavement Classification Number – passou de 06 para 26. Um índice que atesta a alta resistência da pista que fica apta para receber aeronaves de médio e até grande porte”.
    A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cajazeiras, Alexandre Costa, e comemorada pelo setor empresarial que está apostando na efetivação de voos de cargas e passageiros para incrementar a economia da região.
    “Uma notícia excelente que motiva agora as entidades de classe a reiniciarem uma nova luta para atraírem empresas aéreas visando implantar linhas aéreas regulares”, apontou o empresário.
    Segundo ele, de imediato, de acordo com a extensão da pista, 1.600 m, já pode pousar uma aeronaves como os ATRs, operados, por exemplo, pela Azul Linhas Aéreas Brasileiras, “o ideal para nossa demanda”, comemora o empresário.
    O próximo passo dos empresários, disse Costa, será reativar contatos com empresas aéreas para implantar linhas aéreas regulares.
    Com essa nova Classificação o aeroporto de Cajazeiras com a capacidade de aeronaves de médio grande porte, ou seja as aeronaves que operam em João Pessoa, Campinha Grade e Juazeiro norte podem também pousarem em Cajazeiras.

    ResponderExcluir

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.