0

Brasileiro volta a fazer viagens ao exterior este ano


O número de turistas brasileiros fazendo viagens internacionais vai chegar a 9,2 milhões em 2017, crescimento de 2% quando comparado a 2016, segundo pesquisa feita pela Euromonitor International, empresa de pesquisa de mercado.

O avanço indica a reação da demanda local por destinos estrangeiros, após retração de 9% em 2016, e alimenta planos de expansão de oferta por parte das companhias aéreas.

A analista de pesquisa da Euromonitor responsável pelo segmento de turismo no Brasil, Marília Borges, diz que a retomada da atividade econômica reforça o potencial da demanda por destinos internacionais entre os brasileiros, que ainda é baixo ante outros mercados. "O brasileiro não viaja tanto ao exterior, pelo menos não tanto quanto seus vizinhos", diz ela.

Segundo dados da Euromonitor, o pico máximo atingido pelas viagens internacionais entre os brasileiros foi em 2015, quando representaram 4,4% do total de viagens de turistas residentes no Brasil - proporção inferior se comparada a países da América Latina. As taxas no Chile e na Argentina, por exemplo, chegam a 14% e 30%, respectivamente. "Um dos motivos para isso reside no fato de que o Brasil conta com um número grande de feriados durante o ano, o que beneficia viagens de duração mais curta. Isso não raro implica viagens para destinos domésticos", diz Marília.

A retomada das viagens internacionais já se reflete nas estatísticas. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), de janeiro a agosto deste ano, as quatro companhias aéreas brasileiras transportaram 5,5 milhões de pessoas, aumento de 11,3% ante os oito primeiros meses de 2016. Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), que representa Gol, Latam Brasil, Azul e Avianca Brasil, essas quatro companhias detêm um terço do mercado aéreo internacional envolvendo o país.

Esse maior apetite por viagens ao exterior tem levado companhias aéreas a retomar a oferta de assentos em 2017, recuperando parte da capacidade que foi cortada em cerca de 30% entre 2015 e 2016.

Em setembro deste ano, a Anac ainda registrava 1.117 voos internacionais semanais para o Brasil, comparado a 1.141 um ano antes. Esse aparente paradoxo - mais brasileiros viajando apesar de haver ainda uma menor frequência semanal de voos - é explicado pelo aumento da taxa de ocupação nos voos e por aeronaves maiores, que estão sendo usadas pelas empresas aéreas.

O que vai acontecer agora, afirmam executivos do setor, é que essa tendência será reforçada com o lançamento de novos voos, liderado pelas companhias aéreas brasileiras.

O grupo Latam Airlines, por exemplo, anunciou nesta semana o início das vendas de passagens aéreas para a rota São Paulo-Roma - o sétimo destino da empresa na Europa -, que será operada pela companhia brasileira a partir de 16 de março do ano que vem.

Fonte: Valor Econômico

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.