0

Embraer entregou 137 jatos neste ano e avança em novo avião brasileiro


Neste ano, até setembro, a Embraer entregou 137 aeronaves, sendo 78 comerciais e 59 executivas.

A companhia tem valor de mercado de US$ 3,7 bilhões, e possivelmente será comprada pela Boeing, segundo o "Wall Street Journal".

A fabricante avançou neste ano no desenvolvimento do E195-E2, o avião comercial de maior envergadura já desenvolvido no Brasil.

Em novembro, realizou o voo do segundo protótipo do E2. O primeiro operador do novo jato será a Azul, a partir de 2019. Sua versão menor, o E190-E2, já está em fase final de certificação e deve começar a operar em 2018.

Em relação ao mercado de jatinhos, a companhia anunciou que iria redesenhar a cabine e o sistema de entretenimento do Phenom 300, de oito lugares. É o jatinho mais popular da Embraer.

Nos últimos quatro anos, o Phenom 300, fabricado pela empresa, tem sido o jato de maior vendagem no mundo em termos de unidades entregues, de acordo com o analista do setor Richard Aboulafia.

Jato Phenom 300, da Embraer.

BALANÇO

A Embraer teve uma receita liquida de R$ 21,436 bilhões em 2016. No terceiro trimestre deste ano, registrou lucro líquido de R$ 351 milhões, revertendo o prejuízo de R$ 111,4 milhões do mesmo período do ano passado.

À época do balanço, a empresa destacou a perspectiva desafiadora para 2018, pelo quanto a Embraer dependeria da sua nova linha de jatos de 70 a 130 passageiros, com a qual irá competir, com o modelo maior, com as aeronaves CSeries, da joint venture entre a Airbus e a Bombardier.

"A Embraer espera que 2018 seja um ano de transição, com a entrada em operação do primeiro modelo E2, o E190-E2, aliada a um mercado ainda estável nos segmentos de aviação executiva e de defesa e segurança", disse a empresa.

Fonte: Folha de S. Paulo

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.