0

Engenheiros criam empresa que vende 'viagem surpresa'

Da esquerda para a direita, Caio, David e Marcos, sócios do Instaviagem trouxeram o modelo de 'viagem surpresa' para o Brasil (Foto: Divulgação).

Você já se imaginou programando uma viagem sem saber qual é o destino?

Três jovens criaram uma empresa que só faz isso. O Instaviagem, uma startup lançada em junho deste ano, importou um modelo americano de "viagem surpresa" em que o cliente só descobre para onde vai uma semana antes do embarque.

O Instaviagem já fez mais de 250 viagens desde sua criação e hoje atende a mais de 50 destinos nacionais. A empresa foi pensada visando grupos de mochileiros, mas hoje tem como principal público casais jovens em busca de viagens românticas. São clientes que querem ser surpreendidos e não desejam gastar tempo com a organização da viagem.

Primeiros testes

"E se a gente fizesse uma viagem em que a pessoa não sabe para onde ela vai?", foi o que três amigos engenheiros pensaram depois de pesquisar sobre experiência em turismo durante uma viagem à Itália.

De cara, os irmãos Caio Martins e David Andrade e o amigo Marcos Arata não acharam que essa ideia tivesse futuro. Em vez disso, eles criaram em 2015 uma rede social em que as pessoas pudessem conversar e trocar experiências sobre viagens, o Dubbi.

Dessa rede, começaram a surgir pedidos para que o grupo começasse a proporcionar viagens aos usuários. Foi só um ano depois que eles resolveram retomar a antiga ideia. "O 'start' foi quando a gente viu algumas pessoas falando de uma empresa americana que já fazia viagens surpresas", disse Caio.

Em outubro do ano passado, eles resolveram fazer, de forma inédita, as viagens surpresas aqui no Brasil. No entanto, a quantidade de pacotes vendida foi bem reduzida. Mas, para eles, era só um teste. "Existe uma diferença muito grande entre a pessoa falar que quer e a pessoa comprar o pacote", afirma.

Caio contou que entre 15 e 20 pessoas viajaram com o Instaviagem nesse primeiro teste. "As pessoas adoraram e queriam viajar de novo. O primeiro cliente inclusive ficou amigo da gente".

A experiência se espalhou na internet e muitas pessoas começaram a demonstrar interesse no Instaviagem. Foi a hora em que eles apostaram de vez na ideia de se tornar uma agência de viagens para um destino surpresa.

Modelo de negócio

Instaviagem vem de "instantâneo", uma vez que o cliente precisa apenas preencher um formulário e estar no local de embarque na hora marcada.

Segundo Caio, o fundamento do Instaviagem vem de um estudo que aponta que as pessoas perdem em média 105 dias para planejar uma viagem de duas semanas. Na hora do planejamento, as pessoas pensam no lugar, na hospedagem, nas opções de comida, o que elas vão visitar, o que elas vão fazer à noite e, depois disso, ainda analisam se tudo isso cabe no bolso.

"Eu acredito que a gente está facilitando o modo de viajar das pessoas", aponta Caio.

O Instaviagem planeja a viagem das pessoas com base nas preferências que elas demonstram em um formulário. Lá os clientes contam se vão viajar sozinhos ou acompanhados, se querem ir para a praia ou para o campo, se gostam de balada, barzinho, natureza, spa ou vinícolas.

"A gente recebe o formulário e começa a analisar o perfil da pessoa para encontrar o destino perfeito com a ajuda de um sistema de inteligência nosso", explica Caio. "Se a pessoa preenche o formulário e a empresa não atende um destino que se encaixe no perfil dela, a gente abre um destino novo".

A partir daí, a empresa entra em contato com os fornecedores e negocia um desconto. Assim como as agências de viagens tradicionais, o lucro do Instaviagem nasce, então, da diferença entre os custos com os quais a empresa precisa arcar para fazer a viagem dar certo e quanto o cliente paga pelo pacote.

"Eu ganho dinheiro com o desconto do fornecedor", conta.

Inicialmente, a empresa só vendida pacotes com transporte rodoviário. Desde novembro, o Instaviagem vende opções de destinos com viagens de avião, o que expandiu o leque de possibilidades. Em janeiro, a empresa vai fazer a primeira viagem para o exterior, mas a gente não pode contar a data nem o local, já que é tudo surpresa.

O Instaviagem hoje tem 10 funcionários e prevê uma expansão no ano que vem. "Nós vamos começar a fazer pacote de 7 dias, o que abre dá a chance de montar viagens para duas cidades e abrange destinos com maiores distâncias", conta Caio.

A experiência do cliente

O estudante de farmácia Jonas Nievas Montes, 22 anos, conheceu o Instaviagem pelo Facebook em junho deste ano. Pensando no feriado do Dia da Independência (7 de setembro), ele cotou a viagem, fez o cadastro no site e escolheu suas preferências.

"Um lugar relativamente perto de São Paulo (até 4 horas de viagem), com mais campo, ecoturismo e natureza. Com um pouco de barzinhos e festa, mas com foco em campo", elenca Jonas.

"Eu planejo viajar de novo em junho, porque é uma expectativa grande não saber onde e como vai ser. Foi uma experiência super bacana".

Ao longo do planejamento, o estudante conta que o Instaviagem foi pedindo mais informações sobre as músicas preferidas e o tipo de viagem. E, uma semana antes do embarque, eles mandaram o roteiro com toda a viagem planejada e uma playlist no Spotify para ele ir ouvindo durante a viagem.

Jonas foi para São Luiz do Paraitinga (SP) com o Instaviagem. (Foto: Arquivo Pessoal).

Segundo Jonas, o pacote incluía passagem de ônibus de ida e volta, hospedagem com café da manhã incluso, um city tour, uma trilha e o translado para os passeios já agendados. O roteiro também mostrava todas as dicas de restaurantes, bares e opções para o tempo livre.

Ele não tinha a menor noção do destino da viagem e se surpreendeu com o que encontrou por lá. "A viagem foi para São Luiz do Paraitinga e eu só conhecia a cidade pelo carnaval. Mas fora desse período ainda tinha opção de rafting, rapel, cachoeiras e várias trilhas", relata.

Fonte: G1

Nenhum comentário

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.