15

Sonho da companhia aérea paraibana pode acabar em janeiro


O sonho da Paraíba ter a sua própria companhia aérea pode estar sendo encerrado em janeiro do próximo ano.

O empresário Delano Campos deve anunciar o fim do projeto que vem estudando há 10 anos e que há quatro anos vem trabalhando junto com as autoridades do setor para viabilizar o início das operações.

Após a notícia veiculada nesta quinta-feira (21), de que a Azul Linhas Aéreas estaria analisando a viabilidade de operar no aeroporto de Patos, sertão paraibano, Delano fez um desabafo nas redes sociais afirmando que o equipamento “não têm sequer água encanada… não têm sistema de comunicação (infraestrutura de dados), não possui prédio com salas para embarque e desembarque (terminal de passageiros), estacionamento, local para o Corpo de Bombeiros, a pista está fora dos padrões de um ATR-72 – equipamento que seria utilizado”

Delano ainda alertou que a pista do aeroporto apresenta grandes rachaduras e alertou para a existência de um lixão ao lado com urubus cercando o espaço aéreo.

O empresário revelou que a mesma análise técnica que será realizada pela Azul já foi feita mais de quatro vezes a pedido da empresa que ele dirige e que, até hoje, nenhuma atitude para reverter esse quadro havia sido tomada. “A reforma proposta para a prefeitura à época, se ela tivesse acatado, hoje tranquilamente teríamos uma empresa voando e fazendo acordo com as demais empresas tendo o Castro Pinto (aeroporto) como ponto de troca de aeronaves. Uma pessoa compraria uma passagem para a Europa saindo de Patos”, lamentou.

Delano afirmou ainda, que já esteve na prefeitura de Patos, pelo menos, 14 vezes “tentando convencer o pessoal a realizar as mudanças. Achei que iria vingar quando a prefeitura assumiu o aeroporto. Mas o tempo passou e infelizmente nada mudou. Espero que a Azul consiga!”

Ele disse que ainda que tentou mobilizar as autoridades e empresários de Cajazeiras (PB), mas também nada foi resolvido. “Estive em Cajazeiras duas vezes para tentar acelerar as coisas. Estive com o pessoal da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), com o prefeito e recentemente com o governador do estado.”

Em contato com a reportagem, Delano revelou que continua na luta para conseguir viabilizar as operações da companhia aérea – batizada de Maria da Glória. “Porém, em Janeiro, estarei tomando a decisão mais difícil se não houver algo de concreto. Deverei estar encerrando qualquer assunto sobre a empresa em nota oficial. Não foi por falta de tentativas, conversas e reuniões. Chega uma hora que investir começa a ficar caro! Têm que haver em algum tempo, um retorno”, pontuou.

“Na aviação, tudo é muito caro. Conheci até onde pude cada pista que seria importante para que a empresa pudesse voar, se manter, crescer e fazer crescer o nome do nosso estado. Tenho até o final de janeiro para tomar a decisão, até lá, vou ser como o Adriano Imperador, quando jogou contra a Argentina e perdia por 2 x 1. Gol as 46 do segundo tempo. A bola tá rolando. É só um desabafo!”

Fonte: Turismo em Foco

15 comentários:

  1. Compartilho com o Delano a frustração que ele sente. É muito difícil vc ver seu projeto ir ralo abaixo por causa da falta de vontade dos outros. Uma pena.

    ResponderExcluir
  2. Já estou até vendo qual será o fim de Cajazeiras, isso é culpa desses governos pilantras que só pensam no que é melhor para se, que são valores. Isso infelizmente acontece, e o sonhos de todos vai para o ralo só por causa de alguns, alguém tem que fazer alguma coisa ir pra cima mesmo e por fogo mesmo só assim acordam para o mundo.

    ResponderExcluir
  3. Em breve nossa Metrópole Capital do Sertão Patos terá seu Aeroporto reformado e ampliado, pronto para receber vôos das principais companhias aéreas Brasileiras se Deus quiser. Uma cidade do porte de Patos não pode ficar de fora da malha aérea nacional. Patos apresenta um crescimento populacional e econômico fora do comum comparada com outras cidades do interior Paraibano e Nordestino, isso é evidente para quem conhece e anda na cidade. À localização de Patos é perfeita para ter um Aeroporto operando vôos no interior do Sertão Nordestino! Pois Patos encontra-se centralizada com as cidades do interior Paraibano, Pernambucano, Potiguar e Cearense. Isso torna o Aeroporto do Sertão apto á receber mais vôos até que os de Campina Grande e Juazeiro do Norte CE. Patos em breve terá mais alguns anúncios de grandes empresas que se instalarão na cidade ainda esse ano aguardem! Isso só gera mais crescimento econômico e populacional para á cidade. Fora o Patos Shopping que será inaugurado ainda no primeiro semestre deste ano, assim como o Hiper Queiroz também, só para citar alguns dos investimentos que á cidade não para de receber. Isso só fará aumentar o fluxo de pessoas na nossa Metrópole Capital do Sertão. Isso só mostra o quanto essa cidade cresce rápido, e não pode parar de receber investimentos em infraestrutura e logística, e o Aeroporto do Sertão é uma das principais delas para continuar alavancando ainda mais esse crescimento que não pode parar. Delano você pode continuar firme em seu sonho! Pois sua empresa poderá ficar atendendo o mercado doméstico da Paraíba, não desista deste sonho pois ele poderá crescer muito, assim como nossa grande Patos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo em Patos com esse crescimento tão exagerado assim não vejamos por que a população de Patos conforme IBGE e de 100 mil habitantes e falar de uma população de cidades fronteiras a cidade de Cajazeiras também tem uma população muito grande devido a essas cidades que fronteiras com aterra do padre Rolim.

      Excluir
  4. O povo de Patos tem mania de achar que patos é a capital do sertão e que pode tudo, mas se esquece de Cajazeiras e Sousa, a micro região de de Cajazeiras também é muito populosa se somando com as cidades que fazem divisa com Cajazeiras e Sousa dos estados do Ceara Rio Grande do Norte e essa população deva chegar pelos menos de 500 a 700 mil habitantes, Cajazeiras não é capital disso ou aquilo não, a paraíba só existe um a Capital que é João Pessoa e o resto e cidade mesmo, a terra do Padre Rolim e Sousa vem crescendo em ritmo muito bom, e sempre é bom falar que Cajazeiras se tornou um grande polo de educação do sertão, portanto Cajazeiras tem todas as possibilidades de ter uma aeroporto de Grande porte com linhas aéreas para todo Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Coloque ao menos seu nome invejoso de plantão. Não tenho nada contra Cajazeiras ou Sousa seu invejoso! Mais querer comparar Cajazeiras com nossa amada Capital do Sertão Patos não dá mesmo invejoso. Juntando as cidades de Sousa e Cajazeiras é que dão uma Patos em tamanho, e olhe lá se dá mesmo. Já na economia nem se fala, pois juntado as duas ainda assim ficam distantes da nossa amada Capital do Sertão Patos. Olhe que Patos vêm ganhando grandes investimentos nos últimos anos de grandes empresas multinacionais. Um bom exemplo é o Atacadão do grupo Carrefour, o Patos Shopping do grupo N. Claudino, um grande Hospital particular que vai ser construído em Patos, o Hiper Queiroz e por ai vai. Isso tudo comparando á outras cidades do Sertão Paraibano e Nordestino. Patos é uma cidade em destaque em todo Brasil, sendo considerada uma das 20 melhores cidades do interior brasileiro á apresentar um dos maiores índices de consumo em todo Brasil. Vou falar só isso para não me prolongar no assunto.

      Excluir
    2. Ricardo a tua cidade tem apenas 107.000 mil habitantes, esta muito longe de ser uma cidade grande quanto menos uma capital olha PA pulação de patos cabe dentro do maracanã, então vamos ser mais humildes em achar que Patos é melhor que outras cidades da Paraíba, tem mais você sabia que o shopping esta sendo construído em patos é empresario Cajazeirense que está construindo. Olha eu sou invejoso não e nem tenho nada contra Patos realmente é uma linda cidade mas não podemos viajar na maionese em achar que Patos é a disso ou daquilo vamos ter os pés no chão, olha Campina Grande depois de João Pessoa é a cidade mais populosa da Paraíba ela tem mais de 400 mil habitantes conforme dados do IBGE no entanto ninguém vê nenhum campinense fazendo comparação com outras cidade da Paraiba

      Excluir
  5. O empresario Delano tem que continuar com seu projeto pois a demanda de passageiros no setor aeroportuário no sertão e muito grande, foi feito um estudo de que pelo menos 50 por cento do fluxo de passageiros no aeroporto de Juazeiro do Norte e da Região polarizada por Cajazeiras e Sousa, e o mais incrível é que o estado do Ceara vem levando a melhor neste setor, os paraibanos já pensaram se o aeroporto de Cajazeiras e Patos tivesse uma boa estrutura, essa empresa Gloria talvez quem sabe não se tornasse uma LATAM ou uma Azul da Vida, sabem porque todas essas empresas começaram pequena e se tornaram grande, mas para isto acontecer os governos do estado e federal deviriam primeiro modernizar os aeroporto de Cajazeiras e Patos.

    ResponderExcluir
  6. Precisamos que este site divulgue também as noticias atualizadas dos aeródromos de Cajazeiras e Patos, pois só assim a viação aérea da Paraíba se tornara prospera. A Paraíba não tem só João Pessoa e Capina Grande Não tem outras cidades com Cajazeiras e Patos. por exemplo foi homologado o Balizamento noturno da aeroporto de Cajazeiras e nada foi noticiado por este site.

    ResponderExcluir
  7. Jarbas, cadê vc?? O site está sem atualizações a um tempão

    ResponderExcluir
  8. Olha sou economista conheço bem a população no entorno de Cajazeiras PB e cidades vizinhas e uma cidade pólo. O Delano tem toda razão de esta chateado, haja visto a luta dele para implantar linhas aéreas no sertão Paraibano com destino a JPA, mas infelizmente ele não esta recebendo apoio do governo do estado e dos políticos para modernizarem o aeroporto de Cajazeiras e Patos, talvez a Paraíba esta perdendo sua oportunidade de ouro em ter sua empresa aérea, por falto de compromisso dos politico e governantes, tudo essa empresa precisa e desses dois aeroportos de Cajazeiras e Patos tenham estruturas para essa empresa Gloria sai do papel e quem sabe se isso tivesse seriedade por parte dos políticos a Paraíba teria sua viação aérea no porte da azul e outras linhas aéreas.

    ResponderExcluir
  9. Estas informações j estão defasadas, o aeroporto de Cajazeiras já foi homologado para vôos noturno, esperamos que vocês atualizem as informações e por se tratar de um site de aviação deveria cobrar das autoridades investimentos no aeroportos de cajazeiras e patos, para que a Paraíba tenha a possibilidade de ter sua empresa aérea ligando o sertão a capital e todo Brasil.

    ResponderExcluir
  10. A Paraíba esta perdendo a chance ter sua empresa aérea, por falta de investimentos no aeroportos de cajazeiras e patos, esse empresario precisa que sejam feitas estes investimentos nesses dois aeroportos, para a retomada e viabilização da empresa gloria quem sabe no futuro próximo essa empresa esteja no patamar de uma Latam, gol e azul, que não concordar comigo procure conhecer a Historia do comodante Rolim da TAM.

    ResponderExcluir
  11. A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) publicou em seu site a reclassificação do índice de resistência da pista do aeroporto de Cajazeiras/Pedro Vieira Moreira, o que permitirá pouso de aeronaves de médio e até grande porte, como um modelo ATR 72, com capacidade de 74 passageiros.
    Segundo a Anac, “depois de estudos de sondagens da pista do aeródromo de CZ a Agência reclassificou o índice de resistência PCN (Pavement Classication Number) daquele equipamento aeroviário.
    O PCN – Pavement Classification Number – passou de 06 para 26. Um índice que atesta a alta resistência da pista que fica apta para receber aeronaves de médio e até grande porte”.
    A informação foi confirmada pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cajazeiras, Alexandre Costa, e comemorada pelo setor empresarial que está apostando na efetivação de voos de cargas e passageiros para incrementar a economia da região.
    “Uma notícia excelente que motiva agora as entidades de classe a reiniciarem uma nova luta para atraírem empresas aéreas visando implantar linhas aéreas regulares”, apontou o empresário.
    Segundo ele, de imediato, de acordo com a extensão da pista, 1.600 m, já pode pousar uma aeronaves como os ATRs, operados, por exemplo, pela Azul Linhas Aéreas Brasileiras, “o ideal para nossa demanda”, comemora o empresário.
    O próximo passo dos empresários, disse Costa, será reativar contatos com empresas aéreas para implantar linhas aéreas regulares.
    Com essa nova Classificação o aeroporto de Cajazeiras com a capacidade de aeronaves de médio grande porte, ou seja as aeronaves que operam em João Pessoa, Campinha Grade e Juazeiro norte podem também pousarem em Cajazeiras.

    ResponderExcluir
  12. Anac confirma que Aeroporto de Cajazeiras pode receber aviões de grande porte
    Na semana passada, o Turismo em Foco publicou uma reportagem sobre o índice de resistência do Aeroporto Cajazeiras/Pedro Vieira Moreira, na Paraíba, que permitiria então o pouso de aeronaves de médio e até grande porte, entre eles, o modelo ATR 72, com capacidade de 74 passageiros.

    A informação foi questionada nas redes sociais, inclusive, questionando que a pista do aeroporto não teria esse índice para suportar o peso dos equipamentos citados. Houve ainda surpresa por conta da rapidez de como teria sido feito o processo de requalificação do índice pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).
    A reportagem, para tirar qualquer dúvida dos leitores, encaminhou solicitação de informações da Anac e, nesta segunda-feira (30), ela confirmou as afirmativas do material veiculado pelo Turismo em Foco, isto é, “as aeronaves ATR72 e ATR42, por exemplo, podem operar neste aeroporto, visto que o ACN delas corresponde a respectivamente 14 e 11 para a carga máxima de decolagem, logo, menor que 26 (o máximo permitido para PCN).”
    De acordo com a Anac, o “Número de Classificação de Pavimentos (PCN) significa o número que expressa a capacidade de suporte de um pavimento para operações sem restrição. Para o caso do aeroporto de Cajazeiras é 26/F/B/X/T. O Número de Classificação de Aeronaves (ACN) significa o número que expressa o efeito relativo de uma aeronave sobre um pavimento para uma categoria padrão de subleito especificada. O ACN depende da aeronave.”
    Ainda de acordo com a Anac, o operador aeroportuário do aeroporto de Cajazeiras solicitou à Agência a alteração de resistência de pavimento da pista do aeródromo, tornado assim possível a operação de aeronaves, considerando a resistência do pavimento, que possuem ACN menor ou igual ao PCN desta pista (ou seja, menor ou igual do que 26).

    http://www.turismoemfoco.com.br/v2017/

    ResponderExcluir

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.