1

Emirates “salva” A380 ao encomendar 36 unidades por US$ 16 bilhões

Ahmed bin Saeed al Maktoum, CEO da Emirates, e John Leahy, diretor de Operações da Airbus.

O diretor de Operações da Airbus, John Leahy, já tinha deixado bem claro, em entrevista na última segunda-feira (15), que a produção do A380 poderia ser encerrada caso não houvesse nenhuma encomenda para o modelo, principalmente da Emirates, a maior cliente da aeronave na história.

Bom, neste caso parece que o superjumbo vai voar por muito tempo ainda. Isto porque a Emirates acabou de anunciar a encomenda de até 36 unidades do modelo por US$ 16 bilhões, após a assinatura de um Memorando de Entendimento (MOU).

Com isso, a linha de produção da aeronave ganha um fôlego, com mais 10 anos de trabalho. O compromisso é adquirir 20 A380s com a opção de receber mais 16 unidades. As entregas começam a partir de 2020. O CEO da Emirates, Ahmed bin Saeed al Maktoum, não conseguiu esconder que o sucesso da Emirates se deve muito ao A380. “Nossos clientes amam a aeronave, e somos capazes de entregá-los em diferentes rotas através da nossa malha aérea mundial, com flexibilidade em termos de alcance e mix de passageiros. Alguns dos A380s encomendados serão utilizados na substituição de equipamentos, além de proporcionar uma estabilidade à linha de produção do superjumbo”, disse.

Produção do A380 ganha sobrevida de mais 10 anos.

Agora, quatro dias depois de ter divulgado a dificuldade de comercializar o modelo, o diretor John Leahy agradeceu o CEO da Emirates, Ahmed Al Maktoum, por continuar apoiando o A380, além de demonstrar certo otimismo com o futuro do superjumbo. “A aeronave contribuiu enormemente para o crescimento e sucesso da Emirates desde 2008 e estamos felizes de que isso possa continuar. Esta nova ordem de encomenda nos compromete a produzir A380s por mais 10 anos. Estou convencido de que mais ordens virão após a decisão da Emirates, um exemplo de que a aeronave será produzida até pelo menos os anos de 2030″, disse.

Em nota, a companhia se diz extremamente entusiasmada de anunciar a ordem para a compra de 36 A380s, o que eleva o número da frota (entre entregues e encomendados) para 178 aeronaves. “O que destaca nossa confiança no programa de desenvolvimento do A380. Temos orgulho de ser a maior companhia operadora do superjumbo, com 101 A380s em serviço atualmente”.

Fonte: Mercado e Eventos

Um comentário:

Agradecemos sua participação!

Aerojoaopessoa. Copyright © 2012 - 2016. Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.